Com o chanceler do Azerbaijão, Elmar Maharram Mammadyarov. Crédito: Divulgacão. 15.11.2017.

Com o chanceler do Azerbaijão, Elmar Maharram Mammadyarov. Crédito: Divulgacão. 15.11.2017.

Baku e Tbilisi – O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, é o primeiro chanceler brasileiro a visitar dois países que ficam na região do Cáucaso, Azerbaijão e Geórgia.

Na quarta-feira (15), em Baku, o ministro se reuniu com o presidente azerbaijano, Ilham Aliyev. Durante a visita, os governos assinaram memorando de cooperação entre as escolas de formação de diplomatas dos dois países.

De janeiro a setembro deste ano, o fluxo comercial com o Azerbaijão somou US$ 69,8 milhões, com um superávit brasileiro de US$ 69,5 milhões.

As exportações do Brasil e o nível de comércio tiveram aumento de mais de 600% em relação ao mesmo período do ano passado.
O montante foi impulsionado pela venda brasileira de aeronaves Embraer, que movimentaram cerca de US$ 60 milhões somente em 2017.

Nesta quinta (16), em visita a Tbilisi, o chanceler se reuniu com o presidente Giorgi Margvelashvili e com o primeiro-ministro da Geórgia, Giorgi Kvirikashvili.

Na ocasião, Aloysio Nunes agradeceu ao país pelo apoio ao pleito do Brasil por um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU).

Falando sobre o fluxo comercial, entre 2006 e 2016, o comércio quintuplicou. As exportações brasileiras para a Geórgia alcançaram, no ano passado, US$ 242,9 milhões (sendo US$ 194,4 milhões em 2015).

“É preciso encorajar os empresariados de nossos países a se conhecerem melhor para que as trocas entre Brasil e Geórgia possam estar à altura do seu potencial”, registrou o ministro brasileiro.

O chanceler Aloysio Nunes encerra o roteiro de visitas oficiais à região do Cáucaso nesta sexta (17), quando visitará a Armênia.

Deixe um comentário