Brasília –  Em nota publicada nesta segunda-feira (17), os governos do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Paraguai, Peru e Uruguai repudiam a morte de seis pessoas durante os protestos realizados nos últimos dias na Venezuela.

Além de registrar seu profundo pesar pelas famílias, os países conclamam Caracas a “impedir qualquer ato de violência” durante as manifestações convocadas para a próxima quarta-feira (19) por parte dos opositores e dos apoiadores do governo.

Leia abaixo a íntegra da nota

Comunicado sobre a Venezuela

Os governos de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Paraguai, Peru e Uruguai manifestam profundo pesar e repudiam a morte de seis cidadãos no contexto das manifestações ocorridas nos últimos dias na República Bolivariana da Venezuela. Expressam, ainda, solidariedade e condolências a seus familiares.

Os governos reiteram seu repúdio à violência. Ademais, tendo em conta o anúncio de uma série de manifestações por parte da situação e da oposição para a quarta-feira, 19 de abril, conclamam o governo da República Bolivariana da Venezuela a garantir o direito à manifestação pacífica, assim como consagra a Constituição, e a impedir qualquer ato de violência contra os manifestantes. Adicionalmente, conclamam a oposição a exercer com responsabilidade seu direito a se manifestar e, assim, realizar uma manifestação pacífica em que as pessoas se expressem com tranquilidade.

Exortam o governo da República Bolivariana da Venezuela a definir com celeridade as datas para dar cumprimento ao cronograma eleitoral que permita uma rápida solução à grave crise que vive a Venezuela e que preocupa a região.

17 de abril de 2017

Deixe um comentário