Crédito: Reprodução

Crédito: Reprodução

Brasília – “Brasil está saindo dessa cova em que foi metido pelo populismo e a incompetência, que nos custou muito caro. Em dois anos, perdemos 8% de nosso PIB, chegamos a 13 milhões de desempregados e uma inflação muito alta”. Quem afirma é o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, em entrevista ao jornal chileno “El Mercurio” publicada neste domingo (16).

Ao falar sobre a principal diferença da política externa do presidente Michel Temer para os governos petista, o chanceler ressaltou que o atual governo visa atender “os interesses permanentes do país”.

“Sem a preocupação por alinhamentos ideológicos ou políticos – o que, para mim, predominou no governo do PT e terminou por levar a certas distorções em relação à tradição diplomática do Brasil”, afirmou.

Sobre economia, Aloysio Nunes ressaltou que o país está no caminho de retomada do crescimento. “Há sinais importantes de recuperação, inclusive o comércio de Brasil e Chile. No primeiro trimestre [de 2017], nosso comércio bilateral cresceu 43% em relação ao primeiro trimestre do ano passado”.

Veja também: 

Deixe um comentário