Reunião do Conselho de Segurança da ONU em Nova Iorque – Crédito: Divulgação/ONU

Brasília – O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, anunciou a candidatura do Brasil a assento não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) no biênio 2022-2023, na vaga destinada a países da América Latina e Caribe.

Em declaração nesta quarta-feira (28), o chanceler afirmou que a decisão é resultado de acordo com o governo de Honduras. O Brasil antecipou o seu pleito, que estava previsto para o biênio 2033-2034, “recuperando atraso produzido na apresentação da candidatura durante governo anteriores”.

A última participação brasileira no conselho de segurança foi em 2010-2011. O Brasil é o país em desenvolvimento que mais vezes integrou o CSNU – já foi eleito para dez mandatos desde 1946.

Deixe um comentário