Crédito: Agência Brasil

Crédito: Agência Brasil

Brasília, com Agência Brasil – Em sessão neste terça-feira (19), a Câmara dos Deputados aprovou o acordo internacional conhecido como “Céus Abertos”, entre Brasil e EUA.

Mais cedo, no mesmo dia, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebeu o chanceler Aloysio Nunes, que solicitou a votação da matéria.

O acordo reduz a regulamentação do Estado no setor aéreo. “Isso vai aumentar a oferta de voos, com inegável vantagens para o consumidor. Ele [o acordo] permite que companhias aéreas norte-americanas venham com mais frequência para o Brasil e vice-versa”, explicou o ministro das Relações Exteriores.

Outra mudança, é que as empresas norte-americanas vão poder operar voos entre dois destinos dentro do Brasil, ou seja, voos nacionais.

O acordo foi assinado em 2011 e enviado para apreciação do Congresso pelo presidente Michel Temer. Os defensores do acordo argumentam que isso pode reduzir preços de passagens e melhorar o serviço para os passageiros por causa do aumento da concorrência.

Alguns trechos desse acordo já estão em vigor, como o que possibilita que uma companhia aérea transporte passageiros com bilhete emitidos por outra companhia em algum trecho da viagem.

Para entrar em vigor por completo, o acordo ainda precisa ser aprovado pelo Senado. Existe outro acordo do mesmo tipo em tramitação, mas assinado entre Brasil e países do Mercosul.

Deixe um comentário