O chanceler Aloysio Nunes participa de reunião de governadores, em Rio Branco (Acre). (Crédito: Divulgação)

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, participa de reunião de governadores, em Rio Branco (Acre). (Crédito: Divulgação)

Brasília – O Ministério das Relações Exteriores trata o combate ao crime organizado transnacional como prioridade. Assim se resumiu o discurso do chanceler Aloysio Nunes Ferreira, no encontro de governadores que debateu segurança pública e o controle das fronteiras, em Rio Branco (Acre), nesta sexta-feira (27).

“O Itamaraty não está alheio à importância crucial do pleno envolvimento dos estados da Federação nesse processo”, disse o ministro.

Aloysio Nunes destacou os resultados da atuação de seu ministério nos temas de segurança. Em agosto deste ano, o Brasil assinou com o Paraguai a criação de “comandos bipartites” em pontos de faixa de fronteira. O trabalho contará com a participação de forças policiais federais e estaduais de ambos os países.

Na mesma linha, o governo brasileiro estabeleceu iniciativa com autoridades do Peru, em reunião realizada em Lima, no último mês de setembro.

“A política externa brasileira deve se converter em um instrumento importante para enfrentar muitos dos problemas com que a sociedade se defronta na área de segurança pública”, ressaltou.

Deixe um comentário