Dilma vai ao Congresso para tradicional sessão de abertura do ano no Legislativo - Agência Brasil

Brasília – O discurso da presidente Dilma Roussef no Congresso, na sessão de abertura do ano no Legislativo,  alinhavou, mais uma vez, boas intenções. Só faltou prometer a cura do câncer.

Uma só proposta concreta: lei de manutenção do poder aquisitivo do salário mínimo no longo prazo. É pretexto para escapar da pressão sindical de curto prazo por R$ 580 e do PSDB por R$ 600.

Até quando continuaremos nesse vazio de uma agenda precisa, capaz de mobilizar os partidos e a opinião pública?

Os partidos governistas no senado não se entendem para a indicação dos suplentes da mesa. E, na hora da verdade, na sustentação das medidas do ajuste fiscal, como ficarão?

Deixe um comentário