O chanceler Aloysio Nunes Ferreira e o primeiro-ministro da
Coreia do Sul, Lee Nak-yeon, em Seul. Crédito: Divulgação

Brasília – Na última etapa de sua viagem à Ásia, o chanceler Aloysio Nunes Ferreira reuniu-se na manhã desta quarta-feira (23) com o primeiro-ministro da República da Coreia (Coreia do Sul), Lee Nak-yon. Na ocasião, o ministro brasileiro disse esperar avanço do diálogo para a desnuclearização da Península Coreana e o fim das tensões entre os dois vizinhos.

Aloysio Nunes saudou a coragem política do presidente Moon Jae-in pelo destravamento do diálogo entre as partes, algo que já conta com o reconhecimento da comunidade internacional.

Sobre temas bilaterais, o chanceler enalteceu a decisão de o país retomar as importações de carne suína brasileira, gesto que se reveste de especial significado por ocorrer às vésperas do lançamento das negociações de acordo comercial entre o Mercosul e a Coreia do Sul. Ele também disse aguardar decisão semelhante em relação à carne bovina brasileira.

Na conversa, Lee Nak-yon agradeceu a abertura à importação de peras sul-coreanas e falou do interesse de exportação de morango para o Brasil.

A respeito das negociações Mercosul e Coreia do Sul, Aloysio Nunes sublinhou a importância do acordo também para o aumento do fluxo de investimentos.

Já Nak-yon manifestou interesse em investimentos sul-coreanos nas áreas de construção naval e de ferrovias. O primeiro-ministro recebeu do ministro informação sobre a disposição da indústria brasileira em suprir a demanda da Coreia por aviões de patrulha marítima.

Esta é a segunda visita à Coreia do Sul feita por Aloysio Nunes Ferreira, que esteve no país na 7ª edição do Fórum Mundial da Água em 2015. O Brasil foi o primeiro país da América Latina a reconhecer a sua independência em 1949.

No ano que vem serão celebrados os 60 anos do estabelecimento de relações diplomáticas (1959) entre Brasil e Coreia do Sul, com a realização de eventos culturais e acadêmicos em ambos os países.

Deixe um comentário