Da esq. para dir.: senador Antonio Anastasia (PSDB - MG), ministro Aloysio Nunes (Relações Exterioes) e o presidente Hage Geingob (Namíbia).

Da esq. para dir.: senador Antonio Anastasia (PSDB – MG), ministro Aloysio Nunes (Relações Exterioes) e o presidente Hage Geingob (Namíbia).

Windhoek – O presidente da Namíbia, Hage Geingob, agradeceu o governo brasileiro pela cooperação na área de defesa nesta segunda-feira (8) durante visita oficial do chanceler Aloysio Nunes Ferreira ao país. O Brasil colaborou na criação da Marinha do país, que se tornou independente da África do Sul em​ 1990.​

​O projeto de cooperação naval com a Namíbia, iniciado quatro anos depois, já resultou na formação de mais de mil militares daquele país em escolas brasileiras – o que facilita no objetivo de promoção da segurança na região do Atlântico Sul.

​É a primeira visita do ministro das Relações Exteriores fora da América do Sul desde sua posse no último mês de março. Na capital do país africano, além da audiência com o presidente namibiano, Aloysio Nunes se reuniu com su​a homóloga, Netumbo Nandi-Ndaitwah, e com o presidente do parlamento local, Peter Katjavivi.

Os dois lados se comprometeram a buscar novas oportunidades e de investimentos na esteira o acordo Mercosul – Sacu (União Aduaneira da África Meridional). Os países decidiram ainda aprofundar a cooperação na área de defesa e segurança – através da venda de materiais – e em políticas públicas de combate à desigualdade.

Deixe um comentário